diHITT - Notícias Cheque Sustado: Elas podem tudo

Postagens populares

terça-feira, 1 de março de 2011

Elas podem tudo

Sim, os homens em sua grande maioria são muito tolos para compreender o que quero dizer. Nada pode ser mais banal para mim que uma mera curva. Ela está lá, podemos todos senti-la, tocá-la, vê-la, amá-la. Mas o barco o qual se pega para perceber o espírito feminino parte de outro porto.

Nada mais que um caminho que circula o local mais sujo para a ciência e mais puro pra quem tocar o espírito de uma mulher quer. Aquele que une o fio de prata do espírito ao mais belo da sensualidade. A boca de uma mulher.

Quando sentimos nossos próprios lábios entrarem neste labirinto, o peito murcha à medida que o coração ladra pelo amparo ao mais distante que se tem de si, e em suposta segurança. Quando a mulher expõe em seu beijo o desejo puro de arrematar nossos sentidos, não temos a faculdade de pensar. E poucas mulheres sabem o tamanho do poder que encerram.

Mas o beijo pode ser romântico. Pode sim ser vadio. Pode ser fantasioso, pode ser carinhoso, pode ser destruidor, um apocalipse. Todavia, a mulher deveria saber por extinto que qualquer rebeldia nossa é uma resposta à agressão da sedução de seu beijo, a nossa verdadeira corrupção.

Todos os instintos do homem partem da lição maternal, primitiva pura e sincera daquela ancestral a qual não nos lembramos, que ao bebê dava o que mastigava, em espera do nascer dos seus sentidos. Mais entregues estão os bobos dos homens neste que em qualquer momento, explicaria a dama psicologia à senhora antropologia.

E o mais doce beijo é o da morte, mulher! para variar…

E que alcancemos este doce beijo sem esquecer aqueles todos que deixaremos de dar, em simples boêmia homenagem do homem que se escraviza pelos lábios de (uma) (toda) mulher.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Leia Mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...