diHITT - Notícias Cheque Sustado: Sobre poesia, tragédias e tristezas

Postagens populares

sábado, 16 de abril de 2011

Sobre poesia, tragédias e tristezas

Ao inventar de rabiscar o papel, o autor deste post escreveu o seguinte, que ficou uma homenagem, quase um plágio de um poeta renomado:

Eu sei que muito hei de fraquejar
Sentindo o vento rasgar a carne quando o coração está só
Mas serei bom se apenas por um dia eu lutar
Contra o escurecer da confiança que desejam ser pó.

Serei melhor caso eu lute um ano, mesmo em prantos
Dor humana de franca saudade
É fato triste o ocaso de tantos
Um apego espelhado na tênue verdade.

Busca pétrea, não desistir em décadas
Fitando a luxúria em seus olhos, em seus sorrisos
Com costas marcadas, chicotes e estradas
Ser assaz melhor, sobre imediatos concisos.

Com saber da ampla pequeneza própria
Humildade, decência, ingenuidade, demência
Apenas um ser com humanidade sóbria
Abatida batalha por toda a existência.

Utopia, ternura, brandura, gentileza, inocência.
Se não trocaste isto por sabedoria e amor, a tua guerra passou, você morreu, e não sabes.
Continuemos a lutar, mesmo que o epitáfio tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Leia Mais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...